Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carros Electricos

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Carros Electricos

30
Abr10

Primeiro Smart electrico chega a Portugal já em Maio!

adm

 

No âmbito da estratégia global da smart de combinar sustentabilidade com tecnologias inovadoras para a mobilidade urbana individual, totalmente isenta de emissões poluentes, estará presente em Portugal, no início do mês de Maio, a primeira unidade smart fortwo electric drive para um conjunto de iniciativas em Lisboa e Porto. Com esta viatura, a marca inicia o processo de introdução no mercado nacional deste modelo, que se inicia em Outubro, com a chegada de um total de 25 unidades smart fortwo electric drive.

 

Equipado com uma unidade propulsora eléctrica de 30 Kw (41 cavalos), altamente eficiente e com bateria de iões de lítio, que apresenta vantagens decisivas em relação a outros modelos de bateria, como, por exemplo, elevada performance, períodos de carregamento mais curtos, maior tempo de vida útil e grande fiabilidade, o smart fortwo electric drive é a alternativa mais económica, amiga do ambiente e compatível com o tráfego urbano.

 

O custo aproximado de carregamento total desta unidade eléctrica rondará os 2 Euros, um valor consideravelmente inferior ao de um motor de combustão com uma performance semelhante. A aceleração dos 0 aos 60 km/h é feita em 6,5 segundos estando a sua velocidade máxima limitada aos 100 km/h. Deste modo, esta unidade eléctrica combina economia com agilidade e compatibilidade ambiental de forma única neste segmento.

 

A bateria, que pode ser carregada em qualquer tomada doméstica, dispõe de uma autonomia para 135 quilómetros. São necessárias três horas e meia para carregar até uma capacidade de 80% e oito horas para atingir a sua capacidade total. De referir ainda que a bateria encontra-se alojada debaixo da carroçaria, não comprometendo o espaço interior.

 

A fábrica de Hambach, em França, onde o smart eléctrico é construído representa desde o seu início um inovador conceito de produção. A linha de montagem foi configurada para corresponder de modo optimizado aos requisitos de montagem e de logística, assegurando processos de produção altamente eficientes.  A partir de 2012, está prevista a produção em série deste modelo eléctrico, fazendo parte do programa regular da gama e comercializado através da rede de concessionários smart em Portugal.

 

Publicado por velocidade às 05h05
30
Abr10

Testes com carros eléctricos antecipados em Portugal

adm

 

No seguimento da parceria entre a Toyota Caetano Portugal (TCAP) e a Galp Energia, estabelecida a 12 de Novembro do ano passado, para o estudo e desenvolvimento da mobilidade eléctrica nas estradas portuguesas através da condução em condições reais de automóveis Híbridos Eléctricos Plug-in (PHEV, foto)), foi anunciado que os testes vão ter inicio já no dia 19 de Maio: duas semanas antes do previsto.

 

Portugal será desta forma o primeiro país a começar este teste, pioneiro na Europa, logo depois da apresentação e inauguração oficial do projecto Pan-europeu a 27 de Abril em França, na cidade piloto, Estrasburgo.

 

Na Europa serão 200 automóveis, com possibilidade de recarga das baterias através da ligação à corrente eléctrica, que vão ser testados em diferentes países, onde para além de 100 unidades destinadas a França, 5 Prius PHEV vão circular nas nossas estradas, por um período de 36 meses.

Publicado por velocidade às 10h51
28
Abr10

Toyota lança automóveis híbridos eléctricos em parceria com a Galp

adm

A Toyota vai lançar no próximo mês em Portugal os primeiros automóveis híbridos carregáveis através da corrente eléctrica. Os primeiros cinco Toyota Prius híbridos "Plug-in" serão incorporados na frota automóvel da Galp Energia.

O projecto surge no seguimento de uma parceria assinada em Novembro do ano passado entre a Toyota Caetano, representante da marca japonesa em Portugal, e a petrolífera, para estudar e monitorizar a performance da mobilidade eléctrica em Portugal.

De acordo com um comunicado da Toyota Caetano, com este teste as duas empresas pretendem recolher informação sobre a experiência dos condutores em relação às performances do motor e do carregamento eléctrico dos automóveis.

Esta iniciativa surge associada a um projecto que a Toyota está a desenvolver em vários países europeus, no Japão e Estados Unidos, que consiste na introdução de vários híbridos que vão poder ser carregados através da corrente eléctrica.

O que é o híbrido "plug-in"?

O automóvel híbrido "Plug-in", além de ter as especificações de qualquer outro veículo do mesmo segmento, ou seja, um motor a combustão que carrega uma bateria eléctrica, passa a poder ser também carregado através de uma ficha eléctrica.
Este carregamento eléctrico dá uma autonomia de 20 km à bateria do automóvel, sem a necessidade de recorrer a um combustível fóssil.

Segundo a Toyota, o carregamento total da bateria através da corrente eléctrica dura em média uma hora e meia e poderá ser efectuado através dos postos de carregamento de rua ou até mesmo em casa.

Fonte:www.jornaldenegocios.pt

27
Abr10

Fabricantes chinesas investem em carros elétricos

adm

eely, BYD, Saic e Dongfeng mostram inovações no segmento ‘verde’. China aposta na tecnologia para conquistar o mercado mundial.

 

O desenvolvimento rápido da China não se vê somente nas megaconstruções das grandes metrópoles do país. As fabricantes de veículos locais têm investido em tecnologia ecológica e propõem uma frota alternativa de veículos elétricos. Com os chamados carros verdes, a indústria chinesa quer posicionar-se à frente de suas concorrentes e disputar o mercado dos Estados Unidos, agora o segundo maior mercado mundial.

Somente no Salão Internacional de Pequim, aberto ao público até o dia 2 de maio, são 95 modelos alternativos expostos. O World Expo, evento organizado em Xangai, também trouxe como destaque do país soluções ecológicas para a mobilidade urbana.

Entre os principais destaques chineses está o Geely Panda, um carro elétrico de alta performance projetado para o mercado norte-americano. A Geely apresentou no Salão de Pequim seis modelos com energia alternativa. Alguns deles serão lançados no próximo ano. A fabricante ganhou expressividade dentro da indústria automobilística mundial ao comprar a Volvo Cars da Ford por US$ 1,8 bilhão.

 

A Dongfeng Motor mostrou no mesmo evento o elétrico I-Car, um protótipo que chama atenção pelo seu painel futurista com comandos inseridos em uma tela sensível ao toque. Já a BYD trouxe o luxuoso e6, com início de vendas previsto para este ano.

 

No World Expo, o protótipo Ye Zi (ou Leaf) chamou a atenção do público. O carro é desenvolvido pela Shanghai Automotive Group (Saic), parceira da General Motors e da Volkswagen na China. O Ye Zi parece um louva-deus sobre rodas, com teto saliente em forma de folha, que suporta os painéis solares e pequenas turbinas eólicas sobre as rodas.

Fonte:gazetaweb.globo.com

25
Abr10

Espanha quer 250 mil carros eléctricos até 2014

adm

A vizinha Espanha espera ter 250 mil carros eléctricos nas suas ruas em 2014. A meta do Governo consta do Plano Estratégico Integral do Veículo Eléctrico que o executivo apresenta na semana que vem e ao qual a agência Efe teve acesso.

Do número total, o Governo estima que a grande maioria (cerca de 85%) estará integrada em frotas empresariais e apenas os restantes 15% serão para uso particular.

O Governo conta com um plano de estímulos aos veículos ecológicos e o Ministério da Indústria está mesmo a trabalhar com uma previsão global de um milhão de veículos, entre híbridos e eléctricos, para impulsionar o seu desenvolvimento no mercado espanhol.

Fonte:www.agenciafinanceira.iol.pt

25
Abr10

Projecto Reive quer massificar carros eléctricos

adm

O Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores (INESC) do Porto lidera um projecto que visa "criar condições para uma efectiva massificação de veículos eléctricos".

O projecto chama-se Reive (redes eléctricas inteligentes com veículos eléctricos) e pode transformar Portugal em "líder tecnológico mundial em mobilidade eléctrica e redes eléctricas inteligentes", garante o instituto.

O Reive "vai arrancar agora e esperamos que daqui a dois anos possa começar a sua industrialização", revelou o coordenador, João Peças Lopes, director do INESC e professor catedrático da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

"Este projecto não se fica pelos conceitos. Queremos desenvolver hardware que pode passar rapidamente para a indústria, contribuindo assim para o take-off da mobilidade eléctrica", acrescentou. O Reive aposta na "progressiva integração de sistemas de microgeração e de veículos eléctricos na rede eléctrica", garantindo uma eficiente exploração desta. Para esse efeito, destaca João Peças Lopes, "vamos desenvolver um laboratório de mobilidade eléctrica, que é um dos primeiros do mundo do seu género. Apenas tenho conhecimento de um que está ser desenvolvido em Berlim, na Alemanha".

"Ao estudar a utilização progressiva e tecnicamente sustentada de veículos eléctricos em conjunto com a exploração integrada de energias renováveis, nomeadamente as energias solar fotovoltaica e eólica, o Reive vai ainda contribuir para a prossecução dos objectivos da política energética nacional", sustenta.

Amanhã, o instituto e o Fundo de Apoio à Inovação (FAI) assinam, no Porto, o contrato para o desenvolvimento deste projecto, que tem um custo estimado de 2,6 milhões de euros. A cerimónia conta com as presenças do secretário de Estado da Energia e Inovação, Carlos Zorrinho, e dos parceiros industriais do projecto: REN, EDP Distribuição, Efacec, Contar, Logica e Galp Energia.

Fonte:Dn

25
Abr10

VW apresenta táxi elétrico (Milano)

adm

 

A Volkswagen apresentou o táxi Milano na feira de veículos comerciais em Hannover (Alemanha). Trata-se do protótipo de veículo elétrico para ser utilizado em larga escala em vários mercados do mundo. O táxi Milano é um dos muitos automóveis de emissão zero que a empresa pretende lançar até 2013.

O programa de carros elétricos da Volkswagen é o elemento central da presença da montadora na feira Hannover Messe, aberta anteontem, que vai até sexta.

O Milano é baseado em décadas de experiência da Volkswagen como fabricante de táxis. O veículo é alimentado por motor elétrico com potência de 85 kW. A energia é fornecida por bateria de íon -lítio, garantindo autonomia de até 300 quilômetros.

Além da tração elétrica, o programa de sustentabilidade da VW é apoiado em otimização contínua da eficiência energética e baixas emissões de veículos movidos por motores a combustão.

Fonte:www.dgabc.com.br

25
Abr10

Renault abre pré-reservas dos novos carros elétricos

adm

A Renault anunciou hoje que vai aceitar pré-reservas dos seus novos carros elétricos a serem lançados em 2011, os modelos Fluence ZE e Kangoo ZE, veículos que vão de encontro ao objetivo da marca francesa em atingir as zero emissões de CO2.

 

O Fluence ZE é o primeiro carro 100 por cento elétrico e foi apresentado pela primeira vez como 'concept car' no Salão Automóvel de Frankfurt em 2009, enquanto que o futuro Kangoo ZE teve a sua apresentação em dezembro passado em Copenhaga, aquando da realização da Cimeira do Ambiente.

 

A Renault estima que, em 2020, os veículos elétricos representem cerca de 10 por cento do mercado mundial, pelo que a marca francesa, juntamente com a Nissan está a investir 4 mil milhões de euros no programa «zero emissões», onde trabalha uma equipa de duas mil pessoas (mil da Renault e mil da Nissan).

Diário Digital / Lusa

24
Abr10

Mitsubishi i-MiEV

adm

 

O i-MiEV é um citadino de quatro lugares, equipado com um motor eléctrico alimentado por uma bateria de iões de lítio, capaz de desenvolver 64 cavalos de potência e 180 Nm de binário, disponíveis logo às 0 rpm. A autonomia é de 160 km com apenas uma carga.

A bateria pode ser carregada através de uma tomada doméstica de 100 ou 200 volt, pelo que vem equipado com o respectivo cabo e ficha. Para uma carga rápida será utilizada uma Estação de Serviço de Carga Rápida que está neste momento a ser implantada no Japão.

O construtor japonês espera distribuir num sistema de leasing cerca de 1.400 unidades do i-MiEV, até 31 de Março de 2010, nomeadamente a empresas e a instituições japonesas.

 

Fonte:Autoportal

24
Abr10

Citroen C-Zero

adm

Zero litros de gasolina, zero emissões de CO2, zero ruídos! Com o C-Zero, a Citroën enriquece a sua oferta no segmento dos pequenos veículos com uma solução 100% eléctrica. Previsto para o último trimestre de 2010, o Citroen C-Zero, desenvolvido em colaboração com a Mitsubishi - irmão gémeo do Mitsubishi i-MiEV e Peugeot iOn -, constituirá a segunda proposta da marca em matéria de veículos eléctricos, juntando-se ao Berlingo First Eléctrico, desenvolvido com a Venturi. No mercado francês, estes dois modelos estão ao abrigo do programa governamental que oferece um bónus de 5000 euros na compra de um veículo eléctrico.

Com quatro lugares e uma bagageira que oferece 170 litros de capacidade, o C-Zero está equipado com um motor síncrono com íman permanente que debita 64 cv entre as 3000 e as 6000 rpm e um binário máximo de 180 Nm a partir das 2000 rpm. A potência é transmitida às rodas traseiras através de um redutor.

A alimentação do motor é assegurada por baterias do tipo «Lithium ion», colocadas debaixo dos bancos dos passageiros. A sua recarga é feita através de um cabo que pode ser ligado a uma qualquer tomada doméstica de 220 v. Uma carga total leva 6 horas a ser cumprida. É possível, através de uma tomada trifásica (400 v) carregar 80 por cento da bateria em apenas 30 minutos.

A autonomia anunciada é de cerca de 130 quilómetros (ciclo misto normalizado), o que lhe permite aventurar-se sem problemas num ambiente extra-urbano. Em França, 70 por cento dos trajectos quotidianos semanalmente feitos com automóveis, são inferiores a 30 quilómetros, para uma média global de 40 quilómetros.

Ao nível do seu desempenho, a Citroen anuncia uma velocidade máxima de 130 km/h, uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em cerca de 15 segundos e retomas de aceleração dos 60 aos 90 km/h em 6 segundos.

A marca revela ainda que, quando chegar ao mercado, o C-Zero vai destacar-se igualmente pelo equipamento de conforto e segurança: incluindo direcção assistida, ABS, ASR, ESP, vidros eléctricos, 6 airbags, caixa telemática autónoma para a chamada de emergência e o ar condicionado.

 

Fonte:Autoportal

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-nos no Facebook

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D