Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carros Electricos

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Carros Electricos

31
Jul10

Já pode fazer encomenda do Nissan Leaf em Portugal

adm

 

Iniciou-se hoje (30 de Julho) a fase de pré-encomendas para o carro eléctrico da Nissan, o Leaf. Ao contrário do previamente anunciado, o preço em Portugal será de 30.250 euros.

O processo necessário para fazer a pré-reserva do Leaf poderá ser feito através do site da marca em, Portugal, e que obriga a um sinal, totalmente reembolsável, de 300 euros.

Aos "pioneiros" será também dada a oportunidade de efectuarem, em Dezembro, um exaustivo ensaio ao modelo, altura em que será necessária a confirmação formal da encomenda.

O preço, após os incentivos governamentais, situar-se-á nos 30.250 euros em Portugal, nos 29.995 euros na Irlanda e nas 23.990 libras no Reino Unido – valores que incluem bateria.

O Leaf é um veículo de cinco portas e cinco lugares movido exclusivamente a electricidade, sendo que uma carga completa permite um alcance de aproximadamente 160 km, o que irá satisfazer as necessidades de 80 por cento dos condutores que utilizam os seus automóveis em distâncias menores num dia normal.

O motor eléctrico é "alimentado" por uma bateria de iões de lítio desenvolvida pela Nissan, com uma potência de 80 kW, o equivalente a mais de 100 cavalos de potência, e 280 Nm de binário máximo. A bateria poderá ser carregada em menos de 30 minutos até 80 por cento da sua capacidade utilizando um carregador rápido de 50 kW de corrente contínuo.

A marca nipónica prevê que o custo de utilização ronde os 1,05 euros por cada 100 km no nosso país, menos de 1,20 € na Irlanda e de 1,59 libras por cada 100 km no Reino Unido,

Até ao momento, mais de 12.000 clientes na Europa subscreveram a recepção de informação regular relacionada com o lançamento do Leaf, enquanto nos EUA e no Japão, as pré-encomendas excedem já as 23.000 unidades.

fonte:www.autoportal.iol.pt

27
Jul10

Chevrolet revela o preço do Volt para os Estados Unidos

adm

A General Motors anunciou hoje que os concessionários selecionados nos Estados Unidos já começaram a tirar os primeiros pedidos para o Chevrolet Volt 2011, o primeiro veículo elétrico com autonomia estendida da indústria. Seguindo sua introdução no mercado norte-americano, o Volt estará disponível à venda em outros mercados globais, como Europa e China ainda em 2011.

 

Nos Estados Unidos, o Volt terá preço inicial de US$ 41.000 (US$ 33.500 com a isenção de taxa fornecida pelo governo americano, que pode chegar até US$ 7.500). O preço já inclui a taxa de US$ 720 referente ao frete.

 

A Chevrolet está confiante no sucesso do Volt. E para isso vai oferecer um programa de leasing com parcelas mensais de US$ 350, no plano com 36 meses, baseado no preço sugerido pelo fabricante além de uma taxa de US$ 2.500 referente à assinatura do contrato. As primeiras entregas do Chevrolet Volt aos consumidores estão marcadas para os estados da Califórnia, Nova Iorque, Michigan, Connecticut, Texas, Nova Jersey e em Washington D.C.

 

O Chevrolet Volt é o único veículo elétrico no mercado capaz de operar em diversos tipos de clima e condições de rodagem, sem limitações com relação a surpresas com a bateria. O Volt tem uma autonomia de mais de 500 quilômetros e é alimentado pelo motor elétrico o tempo todo. Até os primeiros 60 quilômetros rodados, o Volt não emite nenhum poluente, já que utiliza a carga das baterias de 16 kWh, feitas de íons de lítio. Quando a bateria esta no fim, um motor (que tem a função de gerador) entra em operação para estender a autonomia do carro para mais 450 quilômetros.

 

Dependendo da situação, o futuro proprietário do Volt poderá obter até US$ 7.500 em descontos federais de impostos. Em alguns estados, os proprietários do Volt ainda ganharão o direito de dirigir por vias antes separadas apenas para carros com mais de 2 passageiros, chamadas de High-Occupancy Vehicle (veículo com vários ocupantes).

 

O Volt virá equipado “de fábrica” com uma extensão para a recarga em tomadas de 120 volts, possibilitando recarregar o Volt em uma tomada comum. Já os primeiros 4.400 compradores do carro poderão receber ainda uma estação de recarga de 240 volts, incluindo a instalação da mesma em domicílio. A instalação é parte de um programa desenvolvido pelo departamento de energia norte-americano, que pretende instalar 15.000 pontos de recarga espalhados pelos Estados Unidos.

 

O Chevrolet Volt 2011 também traz equipamentos que se conectam e divertem de forma inovadora, a começar do sistema de navegação e áudio, fabricado pela Bose, que contempla uma tela de sete polegadas no painel.

 

O Chevrolet Volt é o primeiro veículo nos Estados Unidos a oferecer cinco anos do sistema OnStar, que conta com serviços de navegação, de auxílio imediato em casos de acidentes ou roubo. O Volt ainda vai expandir os serviços oferecidos pela OnStar, através de um aplicativo para o celular que conectará o carro ao telefone celular de seu proprietário

 

Garantia

 

Os proprietários do Volt nos Estados Unidos terão a melhor garantia já oferecida para um veículo elétrico. As baterias de 16 kWh de íons de lítio são cobertas por uma garantia (transferível, caso o carro mude de dono) de oito anos ou 160.000 quilômetros.

 

O Volt ainda conta com uma gama de itens de séries voltados à segurança como oito airbags – dois frontais, de dois estágios, dois laterais, de joelhos e dois para a cabeça – controle de estabilidade e de tração.

 

A Chevrolet ainda vai oferecer aos proprietários do Volt assistência técnica 24 horas por dia, em sete dias da semana, por telefone ou pela Internet. Os concessionários também terão um técnico especialmente voltado para a assistência técnica do modelo, a fim de ajudar na solução de um eventual problema.

fonte:www.brasilturis.com.br

27
Jul10

Primeiros protótipos do Porsche Boxster eléctricos já estão a ser testados

adm

Os primeiros Porsche eléctricos estão ao «virar da esquina». A marca alemã revelou ter três protótipos movidos a energia eléctrica, baseados no Boxster, exclusivamente dedicados à pesquisa e desenvolvimento de um ambicioso programa de mobilidade eléctrica – que inclui o lançamento de um desportivo eléctrico, cujos testes arrancam já no inicio do próximo ano.

«Definitivamente, iremos oferecer um desportivo eléctrico no futuro. Mas tal modelo só fará sentido se oferecer os mesmos níveis de performance e de autonomia de um modelo desportivo actual», revelou Michael Macht, Presidente e CEO da Porsche.

Para a marca alemã, os três protótipos eléctricos actualmente em testes permitirá testar novas soluções, nomeadamente os sistemas de baterias e componentes de propulsão eléctrica, mas também, e principalmente, perceber necessidades sobre as infra-estruturas requeridas para a mobilidade eléctrica, assim como os comportamentos dos utilizadores.

O construtor germânico confirmou também que o programa híbrido continuará com o lançamento do Panamera Hybrid, ao qual será acrescentado o desenvolvimento do 911 GT3 R Hybrid, destinado exclusivamente à competição, e do híbrido plug-in 918 Spyder (na imagem).

O primeiro produto híbrido da Porsche já está disponível no mercado, o Cayenne S Hybrid. Conjuga um motor 3.0 V6 de 333 cv a gasolina, a um eléctrico de 47 cv, alimentado por baterias de iões de lítio, capaz de debitar uma potência combinada de 380 cv com consumos na ordem dos 8,2 l/100 km e emissões de 193 g/km, e que promete também capacidade para rolar exclusivamente em modo eléctrico até 6,5 quilómetros. Os preços começam nos 87.745 euros, pouco mais de 3 mil euros face ao Cayenne diesel.

fonte:www.autoportal.iol.pt

22
Jul10

Mercedes-Benz SLS AMG E-CELL a bomba eléctrica da Mercedes!

adm

 

 

A Mercedes-AMG aceita os desafios propostos para desenvolver motorizações para o futuro: o novo SLS AMG E-CELL é prova viva do notável desenvolvimento de um super desportivo equipado com uma unidade propulsora eléctrica com zero emissões. Com 392 kW (533 cv) de potência e 880 Nm de binário, este magnífico automóvel eléctrico atinge uma excepcional performance, fazendo parte da estratégia da Marca, denominada "AMG Performance 2015", cujo objectivo é reduzir o consumo de combustível e o nível de emissões de CO2.

 

Com o SLS AMG E-CELL, a Mercedes-AMG revela o seu mais recente projecto - um imponente super desportivo isento de emissões. A Marca de performance da Mercedes-Benz lança assim uma inovadora solução para os automóveis super desportivos, posicionando-se entre os pioneiros neste segmento de mercado. 

O sistema de propulsão apresenta impressionantes características, com quatro motores eléctricos sincronizados com um pico de potência de 392 kW (533 cv) e um binário máximo de 880 Nm. Cada um dos quatro compactos motores eléctricos atinge 12.000 rpm, estando incorporados junto das rodas.


Aceleração dos 0 aos 100 km/h em 4 segundos


No que respeita a dinâmica, o SLS AMG E-CELL acelera dos 0 aos 100 km/h em apenas 4 segundos, o que o coloca quase ao mesmo nível do SLS AMG, com motor V8 de 6,3 litros, 420 kW (571 cv) de potência e que acelera até aos 100 km/h em 3,8 segundos. Outros extraordinários atributos são conferidos a este modelo graças à ágil capacidade de resposta do acelerador à sua performance linear: ao contrário do motor de combustão, o binário disponibilizado por um motor eléctrico é instantâneo, sendo o binário máximo disponibilizado logo no arranque. 

Quatro motores, quatro rodas: a inteligente e permanente tracção integral do SLS AMG E-CELL assegura uma condução dinâmica ao mais alto nível, proporcionando também a melhor segurança activa e garantindo uma perfeita tracção às quatro rodas. Deste modo, este especial modelo é capaz de “electrizar” o condutor com uma sensação ímpar. 

Bateria de iões de lítio de grande capacidade

O SLS AMG E-CELL integra uma bateria de iões de lítio de alta voltagem, de design modular, com 48 kWh de energia e uma capacidade de 40 Ah. Outra característica técnica importante é o circuito paralelo dos módulos individuais da bateria, que também ajudam a maximizar a segurança, a fiabilidade e a vida útil da bateria. A bateria de 400 Volts é carregada em função de uma recuperação durante a travagem, enquanto o automóvel está em andamento.

Visão geral

 

SLS AMG E-CELL

Potência

392 kW (533 cv)

Binário

880 Nm

0 - 100 km/h

4,0 s

Capacidade

40 Ah (aos 400 V)

Potência armazenada

3 x 16 kWh = 48 kWh

 


Comando electrónico de elevada performance e arrefecimento de componentes


Um sistema electrónico de elevada performance converte a corrente continua da bateria em corrente alterna trifásica requerida para os motores sincronizados, regulando o fluxo de energia necessário para todas as operações. Dois circuitos de refrigeração de baixa temperatura asseguram que os quatro motores eléctricos e a electrónica da potência sejam mantidos a uma temperatura de trabalho uniforme. Um circuito separado de baixa temperatura é responsável pelo arrefecimento da bateria de iões de lítio. Em caso de temperaturas ambientes baixas, a bateria é rapidamente mantida à temperatura operativa com o apoio de um aquecimento eléctrico. Isto ajuda a preservar a vida útil da bateria. Se a temperatura externa for extremamente alta, o circuito de arrefecimento da bateria será auxiliado através do sistema de ar condicionado. 

Óptima distribuição do peso e baixo centro de gravidade

O novo “Asas de Gaivota” encontra-se equipado de forma ideal para a integração de tecnologia de alta performance e isenta de emissões. Os quatro motores eléctricos e as duas caixas de velocidades estão posicionados ao centro dos eixos na parte inferior do automóvel. O mesmo aplica-se à bateria modular de alta capacidade, cujos módulos estão instalados à frente, no compartimento do motor, no túnel central e atrás dos bancos. As vantagens desta solução incluem o baixo centro de gravidade do automóvel e a equilibrada distribuição do peso, sendo estas as condições ideais para um excelente comportamento. 

Travões AMG em compósito cerâmico

A travagem do veículo processa-se com a ajuda de travões AMG em compósito cerâmico, disponíveis opcionalmente, que apresenta uma distância de travagem extremamente curta. Os discos de grande dimensão (402 x 39 mm à frente e 360 x 32 mm atrás), construídos em cerâmica de fibra de carbono reforçada, apresentam um design integral e estão ligados a uma estrutura em alumínio. Os discos dos travões em cerâmica são 40% mais leves do que os convencionais discos dos travões em ferro fundido. 

Faróis de LED

O emocionante design purista deste modelo apresenta uma série de pequenas mas extremamente eficientes modificações. Na secção dianteira, os faróis em LED, com luzes de condução diurna integradas, chamam de imediato a atenção dos condutores. Estes ajudam a optimizar a eficiência energética porque requerem menos potência relativamente aos habituais faróis Bi-Xenon. A grelha do radiador de maior dimensão também apresenta um novo visual, dispondo agora de lamelas transversais em vez de uma grelha em formato de diamante. As saídas de ar no capot e as saias laterais também foram modificadas para realçar a aerodinâmica. Todos os elementos ornamentais em cromado ou em silver shadow, de série no SLS AMG, apresentam-se agora na cor preto mate.

Interior com novo painel de instrumentos

A transformação de um super desportivo movido a gasolina para um com motor eléctrico exigiu algumas alterações específicas no interior, como por exemplo uma nova configuração do painel de instrumentos AMG e da consola central. O novo painel de instrumentos indica a velocidade, o nível da carga da bateria e a sua autonomia. Na nova consola central está integrado um touchscreen que o condutor e acompanhante podem utilizar para operar comodamente o sistema áudio, funções de climatização e de navegação, bem como obter informações sobre o fluxo de energia dos quatro motores eléctricos. 

A unidade de condução AMG, que está direccionada no sentido do condutor, dispõe de botões para o arranque do motor, as funções do ESP®, a função memória AMG e os extensíveis difusores dianteiro e traseiro. Através de três novos botões, o condutor pode seleccionar facilmente entre o modo P, R e D.

fonte:www.autoaftermarketnews.com

22
Jul10

Já tem data de lançamento para o Volkswagen Golf eléctrico

adm

 

A Volkswagen confirmou o lançamento dos seus primeiros veículos eléctricos para 2013, prevendo que, até 2018, 3% das suas vendas globais provenham de modelos de motorização eléctrica.

Em conferência de imprensa, o presidente executivo da Volkswagen, Martin Winterkorn, anunciou que a marca alemã prepara uma forte ofensiva de modelos «zero emissões», com o lançamento das versões eléctricas do futuro citadino Up!, Golf e Jetta, respectivamente E-Up, o E-Golf e o E-Jetta.

Winterkorn acredita que, até 2018, 3% das vendas globais da marca alemã sejam resultantes de modelos de motorização eléctrica.

A marca alemã revelou recentemente o Golf blue-e-motion, protótipo equipado com um propulsor eléctrico capaz de debitar 115 cv e um binário máximo de 270 Nm, com a marca alemã a anunciar uma velocidade máxima de 140 km/h e 11,8 segundos no arranque dos 0-100 km/h. A autonomia anunciada é de 150 km.

As baterias que alimentam o motor eléctrico encontram-se alojadas no fundo da bagageira permitindo, ainda assim, um volume na bagageira de 237 litros, menos 113 litros que um Golf de motorização convencional.

A partir de meados do próximo, a Volkswagen dará inicio ao programa de testes de estrada com um total de 500 unidades e, em 2013, o Golf blue-e-motion chegará aos concessionários com o lançamento da sétima geração do modelo.

A mesma tecnologia será utilizada na versão de produção do Seat IBe, protótipo de um veículo eléctrico apresentado em Genebra e que desvenda os traços da nova geração Leon, prevista para 2011.

fonte:www.autoportal.iol.pt

21
Jul10

BMW Série terá uma versão eléctrica em 2011

adm

 

Depois do Mini E, a marca alemã prepara-se para dar um novo passo no programa eléctrico, estando agendada para 2011 a apresentação do BMW Série 1 Coupé ActiveE, uma versão totalmente eléctrica do modelo compacto alemão.

Fazendo uso de uma carroçaria reforçada, de modo a aguentar o peso adicional das baterias, o ActiveE irá utilizar o mesmo motor eléctrico e baterias do citadino Megacity (ver noticias relacionadas) para 2013.

Será a estreia da tracção traseira num modelo com 170 cavalos de potência, 145 km/h de velocidade máxima, e uma autonomia anunciada de 160 quilómetros – semelhante à do Nissan Leaf que chega ao mercado no final do ano.

fonte:/www.autoportal.iol.pt

20
Jul10

Honda confirma para 2012 modelo eléctrico

adm

A Honda pretende lançar um modelo eléctrico e um híbrido plug-in até 2012, garantiu Takanobu Ito, CEO da Honda, em conferência de imprensa.

O presidente executivo da marca japonesa revelou que a marca japonesa tem entre «mãos» um ambicioso programa de desenvolvimento de modelos «amigos do ambiente», incluindo o lançamento de um modelo eléctrico e um híbrido plug-in (de ligar à tomada).

O programa prevê também a expansão da tecnologia híbrida IMA a toda a gama de modelos e de um novo Civic híbrido com baterias de lítio, com maior capacidade.

Para 2012 está também previsto um pequeno motor Diesel, a pensar no mercado europeu. Em simultâneo, uma nova gama de motores e transmissões, para aumentar a eficiência de combustível da oferta da marca japonesa.

fonte:www.autoportal.iol.pt/

20
Jul10

VW espera que 3% das suas vendas globais sejam provenientes de modelos eléctricos

adm

Numa conferência de imprensa em que anunciou vários lançamentos no mercado dos EUA, entre eles o VW Jetta, que deverá conhecer em breve uma versão híbrida naquele mercado, Martin Winterkorn, CEO da VW revelou que a marca de Wolfsburgo pretende introduzir os seu primeiros modelos eléctricos em terras do Tio Sam durante o ano de 2013. Mais ainda, o construtor germânico prevê que, até 2018, 3% das suas vendas globais provenham de modelos de motorização eléctrica. Winterkorn adiantou ainda que, nos centros urbanos, esta percentagem deverá ser maior. Os modelos a lançar em versão eléctrica serão o E-Up, o E-Golf e o E-Jetta, todos em 2013.

fonte:http://news.automotor.xl.pt

15
Jul10

GM vai dar garantia de 8 anos para as Baterias dos Carros Eléctricos

adm

A GM está para realizar o sonho de muitos condutores que tinham medo de comprar um carro elétrico. A GM informou recentemente que oferecerá garantia de 8 anos para as baterias dos carros elétricos.

A garantia também permitirá ao felizardo motorista a prolongue a garantia caso o carro seja vendido ou transferido para outra pessoa, não tornando o valor comercial do carro reduzido por alguma cláusula obscura no contrato.

Para manter a confiança dos motoristas a GM também oferecerá  a garantia de todos os componentes das baterias caso haja algum problema no sistema eléctrico que impulsionará o GM Volt e outros da mesma linha.

 

Como o GM disse em comunicado à imprensa, “todos os componentes da bateria são validados para suportar temperaturas e condições extremas”. Com uma ótimas garantias é lógico que as vendas de carros elétricos tendem a melhorar pois a confiança é tudo em termos de venda de carro. Imagine você compra um carro viaja e dois anos depois fica na mão por causa de bateria. A imagem e a confiança de um carro ecológico tem que ser boa, pois se não for assim, não adianta que a massa de consumidores que trocam de carro todas os anos nem darão bola para um simples carro elétrico. Se for bonito, barato e confiável, aí sim a coisa realmente anda. (ou corre) ;)

fonte:Ecogeek

14
Jul10

Audi R8 e-tron (Eléctrico da Audi) venceu Silvretta E-Auto Rally

adm

 

O Audi R8 e-tron venceu o Silvretta E-Auto Rally Montafon 2010, uma prova destinada a modelos movidos a electricidade. A prova teve lugar no estado austríaco de Vorarlberg em conjunto com a 13ª edição do Silvretta Classic Montafon, de carros antigos, igualmente vencida pela marca alemã por intermédio de um Audi ur-quattro de 1988.

Nos 167,5 quilómetros que compunham a prova, o R8 e-Tron foi conduzido por Michael Dick, chefe de desenvolvimento técnico da Audi, e por Lucas Luhr, piloto de testes da marca.

A corrida contou com um total de 23 carros, durou três dias e incluiu 10 etapas contra-relógio, entre as quais a subida de 15 km pela estrada alpina de Silvretta, a 1000 metros de altitude. No final, o desportivo eléctrico venceu a prova com uma vantagem superior a mais de meio segundo.

O Audi R8 e-tron está equipado com quatro motores eléctricos, um por roda, com uma potência combinada de 313 cavalos e 4500 Nm de binário máximo. Na prova de clássicos, o Audi vencedor foi um ur-Quattro produzido conduzido por Luciano Viaro.

fonte:www.autoportal.iol.pt

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-nos no Facebook

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D