Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carros Electricos

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Carros Electricos

30
Set11

Peugeot Vélv: o novo carro-triciclo eléctrico

adm

 

Tem três rodas e pode transportar três pessoas. Tem uma autonomia de 100 km e atinge os 110 km/h

A PSA Peugeot Citroën apresentou em França um projecto inovador para circulação urbana. O VéLV (sigla do francês Véhicule électrique Léger de Ville) é um modelo eléctrico de três rodas e que pode transportar três passageiros.

Este «veículo eléctrico ligeiro» foi desenvolvido pelo Grupo e por um consórcio de empresas francesas e um laboratório de pesquisa. Tem uma potência de 20kW para 650 quilos de peso, e uma autonomia de 100 km, podendo atingir os 110 km/h. 

«O VéLV é particularmente fácil de conduzir em espaços apertados, graças a um raio de viragem de 7,20 metros. Para além disso indica, em tempo real, qual a área possível de percorrer com base na carga disponível, ao mesmo tempo que identifica zonas de carregamento ao longo desse mesmo percurso», diz a marca em comunicado.

O VéLV consome apenas 85 Wh por quilómetro, o que significa que «o impacto para o ambiente é equivalente a uma viagem de comboio».

fonte_:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

27
Set11

PSA revela novo veículo eléctrico

adm

Image

A PSA Peugeot Citroën apresentou um veículo eléctrico ligeiro, no âmbito do fórum organizado pela ADEME (Agence de l'Environnement et de la Maîtrise de l'Energie).

Chama-se VéLV (Véhicule électrique Léger de Ville) e é fruto da colaboração do Grupo PSA com um consórcio de empresas francesas e um laboratório de pesquisa.

O VéLV tem três rodas e pode transportar três passageiros. Com uma potência de 20kW para 650 quilos de peso, tem uma autonomia de 100 km e pode atingir os 110 km/h. O seu raio de viragem é de 7,20 metros.

Este veículo eléctrico destina-se a empresas de frotas e de aluguer, bem como, às cidades onde já tenham sido implantadas modalidades alternativas de mobilidade.

Image

 

fonte:http://www.autohoje.com/

 
23
Set11

EDP quer postos para carregar carros eléctricos a 500 euros

adm

A mobilidade eléctrica vai aumentar com a descida de custos da tecnologia utilizada.

A mobilidade eléctrica começa a tornar-se uma realidade, mas para isso tem de existir uma integração entre ‘smart grids' e ‘smart charging' defendeu o presidente da EDP Inovação, António Vidigal, para quem grande parte da energia utilizada "deve ser renovável em 2050. Mas esta tem um problema, é volátil e intermitente".

"Devemo-nos colocar desafios difíceis, como, por exemplo, um posto de carregamento a 500 euros", realçou aquele responsável da EDP, comparando o custo do automóvel Tata Nano, de dois mil dólares, com o custo de um posto de carregamento que é de dois mil euros.

Para resolver este problema, a EDP Inovação tem em curso o projecto "Open Charge para a Mobilidade Eléctrica", que conta já com um posto de carregamento de veículos eléctricos "open source", "barato, mas com arquitectura e materiais robustos", garantiu António Vidigal. "Largámos a inovação fechada e lançámos a inovação aberta", frisou, realçando que as eléctricas vão "estar cada vez mais interessadas nos serviços que vão aparecer nas cidades". 

fonte:http://economico.sapo.pt

21
Set11

BMW apresenta scooter eléctrica

adm

 

 

A “Concept e” é uma scooter eléctrica que levanta um pouco o véu sobre como poderão vir a ser as duas scooters eléctricas, que a marca alemã promete lançar até ao final do ano. Esta é também a visão do departamento de motociclismo da BMW de como deverá ser um veículo eléctrico para responder às necessidades de mobilidade em cidades cada vez mais congestionadas.

Este protótipo não se trata apenas de um mero exercício de estilo, já que responde a várias premissas e procura juntar novas formas práticas de ver a utilização da scooter. A ligação entre o condutor e a sua moto, quer na condução como na passagem de informação, são pontos fundamentais. Além disto, pretende ser mais do que funcional, e conseguir provocar emoções no utilizador de forma a que este queira usar sempre mais a moto.

Mesmo assim, não faltam detalhes tipicamente dos «concepts», com destaque para a ausência de espelhos, já que duas câmaras montadas no farolim traseiro garantem a imagem do que se passa, através de informação disponibilizada em dois ecrãs LCD.

A tomada utilizada para recarregar as baterias está localizada na zona central da plataforma e é coberta por uma tampa de plástico transparente. Já as tampas laterais das coberturas das baterias e do sistema de transmissão estão pintadas em “Ellectric Yellow”, assim como outros pequenos elementos, com a marca alemã a não querer esconder que este é um veículo eléctrico.

Em termos mecânicos, a «Concept e» recorre a tecnologia desenvolvida pelo grupo, a "BMW i", prometendo uma autonomia aproximada de 100 km, graças a baterias de iões de lítio e de um sistema de recuperação de energia em travagem.

As baterias poderão ser recarregadas em qualquer tomada doméstica, necessitando de menos de 3 horas para completar um ciclo de carga.

fonte:http://www.autoportal.iol.pt/

21
Set11

Opel apresentou novo projecto: o «carro um euro»

adm

 

Custos energéticos, eficiência e peso são temas em destaque no Salão Automóvel de Frankfurt. A pensar neste desafio, a Opel apresentou o radical RAK, protótipo de um veículo de dois lugares com custos mínimos de energia (um euro para 100 km). Este projecto, feito a pensar na produção, ainda não confirmada, caracteriza-se por ter um terço do peso de um automóvel utilitário moderno e uma velocidade máxima de 120 km/h.

«Queremos criar automóveis eléctricos acessíveis a todos. O princípio de extensão de autonomia do Ampera demonstra a nossa liderança em mobilidade eléctrica. Por seu turno, o RAK e pretende ser tão acessível que até os muito jovens o poderão comprar e utilizar. Este veículo experimental tem potencial de produção. No futuro, a eficiência vai ser medida em euros e não em litros aos cem. Hoje, é com orgulho que apresentamos o nosso ‘Carro Um Euro’», disse Karl-Friedrich Stracke, CEO da Opel, na estreia do RAK e em Frankfurt.

O conceito de construção de baixo peso do RAK e baseia-se numa estrutura de aço sob painéis de materiais sintéticos convencionais, permitindo assim alcançar níveis elevados de segurança e custos de produção controlados. Na sua filosofia de design de baixo peso, a Opel evita a utilização de materiais compósitos dispendiosos, conseguindo tornar a mobilidade eléctrica acessível ao maior número de pessoas possível.

O nome RAK e evoca o espírito pioneiro de Fritz von Opel e o seu revolucionário automóvel propulsionado com foguetes. Em 1928, com o neto do fundador da empresa, Adam Opel, ao volante, o RAK 2 alcançou a velocidade máxima de 228 km/h. O ‘e’ assinala o facto de se tratar de um veículo eléctrico e regista simultaneamente o seu cariz experimental.

«O RAK e incorpora muita da nossa experiência na área da mobilidade eléctrica, nomeadamente aquela que acumulámos durante o desenvolvimento do Ampera», explica Mark Adams, Vice-Presidente da Opel para o Design. «Este conceito futurista pretende criar um novo tipo de automóvel eléctrico. Trata-se da nossa perspectiva sobre o que poderá ser ‘O meu primeiro Opel eléctrico’ num cenário futuro de mobilidade eléctrica.»

Com cerca de três metros de comprimento e 120 mm de altura, o RAK conta com um habitáculo para dois lugares dispostos em fila tandem. O banco dianteiro e os apoios de braços, bem como a coluna de direcção, deslocam-se para a frente para facilitar o acesso ao habitáculo, numa acção que pode ser comandada através de um ‘smart phone’. Os pedais e a coluna de direcção ajustam-se à estatura do condutor.

O visual original deste veículo experimental sobressai com componentes do chassis à vista, tais como os discos de travão integrados nas rodas e o braço de suspensão traseiro, cujo conceito deriva de uma moto. 

O RAK está equipado com um motor eléctrico de 49 cv, estando 10,5 kW (14 cv) disponíveis em permanência. Os 5 kWh de capacidade da bateria permitem obter uma autonomia de 100 km/h. Na correspondência com consumo de gasolina, isso representaria apenas 0,6 l/100 km. Num ano, percorrida uma distância total de 10.000 km, o consumo de energia seria de uns modestos 525 kWh. E para fornecer esta quantidade de energia, bastaria um painel solar de cinco metros quadrados com a potência de 100 W

A bateria recebe uma recarga completa em três horas, por um custo de cerca de um euro, oferecendo uma autonomia de cerca de 100 quilómetros. Este desempenho eficiente resulta de uma combinação de peso reduzido do conjunto, área frontal mínima, baixa resistência ao rolamento e um sistema de motorização eléctrica extremamente eficiente.

Com apenas 380 kg, o RAK anuncia uma velocidade máxima de 120 km/h, cumprindo a aceleração de 0 a 100 km/h em cerca de 13 segundos. 

Tal como o Renault Twizy, este dois lugares poderá ser conduzido, dependendo da legislação dos países onde será comercializado, a partir dos 16 anos.

fonte:http://www.autoportal.iol.pt/

11
Set11

One Concept, um desportivo eléctrico capaz de atingir os 300 km/h

adm

 

 

Primeira criação da empresa croata Rimac promete surpreender todos os que visitarem o Salão de Frankfurt

O construtor Croata de automóveis Rimac, promete apresentar um arrojado «concept car» no Salão Automóvel de Frankfurt, o maior certame automóvel do ano, que abre as portas na próxima terça-feira. A Rimac automobile não é muito conhecida, mas depois de apresentar o seu super-desportivo em Frankfurt, provavelmente vai ficar na memória de muitos.

Por enquanto, sabe-se que o «One Concept» será um super-desportivo totalmente eléctrico, que vai recorrer a quatro motores eléctricos, um por roda, anunciando uma potência total de 1088cv e 3800 Nm de binário máximo. 

Com um peso de 1650kg, o «One Concept» será capaz de acelerar dos 0 aos 100km/h em apenas 2,8s. A velocidade máxima anunciada é de 305 km/h e a autonomia de… 600 km!

fonte:http://www.autoportal.iol.pt/

09
Set11

CaetanoBus inicia testes do Autocarro Eléctrico em Gaia

adm

 

 

O Autocarro Eléctrico, Caetano 2500EL, desenvolvido pela CaetanoBus e pela Efacec, deu início, esta sexta-feira, ao programa de teste que decorrerá por um período de 3 meses, até 9 de Dezembro, em Vila Nova de Gaia. Esta fase de melhoria da performance do protótipo eléctrico conta com o apoio do QREN e integra como parceiros a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, a transportadora Transdev, o INEGI (Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial) e a FEUP. Uma segunda unidade fará testes e demonstrações em contexto operacional em algumas cidades alemãs.

A apresentação e arranque oficial do teste de estrada do CAETANO 2500EL contou com a presença do ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, e do presidente da autarquia gaiense, Luís Filipe Menezes, integrando uma visita às instalações e à linha de produção da CaetanoBus.

Terminada que está a 1ª fase prevista para a concepção e produção do Autocarro Eléctrico, a CaetanoBus dá agora início à 2ª fase de desenvolvimento deste projecto dedicado ao ensaio em condições reais deste novo autocarro. Dado o conceito único e pioneiro a nível mundial, pretende-se reunir informação através deste teste em 3 áreas concretas: na definição de estratégias de carregamento e acondicionamento térmico das baterias e da gestão de energia; capacidade de aproveitamento do potencial de energia regenerativa na travagem; e grau de performance energética dos sistemas auxiliares incorporados no protótipo.

Para este efeito, a câmara de Gaia integra-se como parceiro para receber o teste piloto através da definição da ligação deste equipamento e serviço ao município e rede de transportes, no âmbito da política de mobilidade sustentável. Assim, o percurso servirá, em modo de viagens “shuttle”, os utentes do município ao longo da Avenida da República, numa rota entre o Jardim do Morro (à Ponte D. Luís I) e a EN 222, junto à sede da empresa e Grupo Salvador Caetano.

Este serviço será operado e garantido pela Transdev, que terá a rotina de levar o autocarro ao ponto de carregamento instalado para o efeito, para recarga das baterias ao longo do dia. O teste ao Autocarro Eléctrico tem previsto ao longo do dia várias paragens programadas para recarga das baterias para permitir aumentar o volume e qualidade de dados recolhidos neste teste – salienta-se que a autonomia das baterias está projectada para servir um dia total de utilização do autocarro.

Durante o período em que o autocarro eléctrico fica à carga, a Transdev contará com um autocarro idêntico, mas com motorização Diesel, disponibilizado pela CaetanoBus.

Os dados da performance das baterias, motorização e gestão de energia serão recolhidos por via de um DataLogger instalado a bordo e serão acompanhados pelos dados de carga. Em acréscimo, o autocarro eléctrico será monitorizado com um sistema de localização (GPS). Esta informação será recolhida e tratada pelo INEGI e FEUP que, em conjunto com o departamento de I&D da CaetanoBus, vão permitir introduzir melhorias de parametrizações e performance da motorização e da gestão de energia do sistema eléctrico da versão final para comercialização.

Na Alemanha, uma segunda unidade do autocarro eléctrico irá circular num serviço de transporte regular que liga as cidades de Mühlheim, Offenbach e Frankfurt de forma ecológica. Trata-se do primeiro serviço regular de autocarros eléctricos na Alemanha, ao abrigo do programa de testes deste modelo e que complementará os testes a decorrer em Portugal.

fonte:http://www.autoportal.iol.pt/

09
Set11

Opel revela eléctrico que gasta um euro por cada 100km

adm

 

 

A Opel prepara-se para surpreender todos os que visitarem a próxima edição do Salão Automóvel de Frankfurt, que arranca já na próxima semana, com um protótipo com “potencial para produção em série”, que promete revolucionar o transporte urbano.

O «RAK e» é um veículo compacto dois lugares, com a particularidade dos ocupantes estarem dispostos em tandem (um atrás do outro), um pouco à semelhança do Renault Twizy, equipado com uma motorização cem por cento eléctrica, capaz de uma autonomia máxima de 100 km e alcançar os 120 km/h de velocidade máxima.


Com cerca de um terço do peso de um utilitário actual, a marca alemã afirma que o consumo de electricidade deste protótipo não excede o valor de um euro por cada 100 quilómetros percorridos, cerca de um décimo do consumo de um veículo utilitário actual.

Tal como o Renault Twizy, este dois lugares poderá ser conduzido, dependendo da legislação dos países onde será comercializado, a partir dos 16 anos.

fonte:http://www.autoportal.iol.pt/

02
Set11

Siemens equipa os Volvo eléctricos

adm

 

 

A Siemens e a Volvo Corporation decidiram assinar acordo de parceria cujo objectivo passa pela partilha de tecnologias para a mobilidade eléctrica.

Assim, todos os sistemas como o de carregamento das baterias dos veículos, a eletrónica e a motorização eléctrica serão instalados e testados a bordo do Volvo C 30 Electric. Os primeiros ensaios em pista com motor eléctrico Siemens deverão decorrer ainda este ano, mas a Volvo comprometeu-se, ainda a entregar 200 veículos de teste à Siemens no final de 2012. 
O presidente do construtor sueco, Stefan Jacoby, salientou a importância da experiência da Siemens. Já Siegfried Russwurm, membro da administração da Siemes, afirmou que «a cooperação com a Volvo é etapa importante no desenvolvimento de componentes e sistemas de topo para eléctricos. A empresa continua ainda a apostar na produção de hidrogénio para pilhas de combustível a partir do excesso temporário de energia gerado por fontes renováveis para obter hidrogénio «verde»

fonte:http://www.abola.pt/

02
Set11

Smart Forvision conceptualiza novos eléctricos

adm

 

 

Este modelo enceta um novo rumo em termos de design para o Fortwo e aponta para a tecnologia que está a ser preparado para os futuros modelos Smart. O Forvision é o segundo avanço conceptual da marca após a apresentação do desportivo Forspeed, que estreou em Genebra em março deste ano.

A Smart trabalhou com a BASF, a maior empresa de químicos do mundo, para o desenvolvimento de várias tecnologias avançadas utilizadas no modelo Forvision. Entre outras características, destaque para as rodas de plástico (que pesam cerca de menos 3 kg cada comparadas com os aros de alumínio) e a resina époxi reforçada a fibra de carbono na construção do habitáculo e das portas (que permitem poupar até 50% comparado com o peso do aço e até 30% em relação ao alumínio). Este protótipo apresenta um drivetrain eléctrico e um tecto solar que fornece energia adicional para alimentar a bateria.

Será com base em uma nova arquitectura da plataforma com tracção traseira que tem sido desenvolvida em cooperação com a aliança Nissan-Renault e que, de acordo com as marcas, também será usada na próxima Renault Twingo. O fabricante alemão prevê que o novo Smart Fortwo chegue às lojas já no próximo ano.

fonte:http://www.autohoje.com/

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-nos no Facebook

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D