Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carros Electricos

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Tudo sobre carros eléctricos, noticias, novidades, apresentações, artigos técnicos, esquemas técnicos, tecnologia, etc.

Carros Electricos

19
Nov17

Tesla anuncia esportivo que promete ir de 0 a 96 km/h em menos de 2 s

adm

Novo Roadster deve ser lançado em 2020 e impressiona não só pela sua aerodinâmica como também pela autonomia de 1.000 km com uma única carga de bateria; modelo vai custar US$ 200 mil nos Estados Unidos

 

O visionário presidente da Tesla Motors, Elon Musk, apresentou ao mundo o novo Roadster. A nova geração do primeiro modelo da marca norte-americana deve chegar ao mercado só em 2020 e o carro promete ser o futuro mais rápido do planeta, indo de 0 a 96 km/h em 1,9 segundo.

 

Outra informação antecipada por Musk e que impressiona é a autonomia do Roadster, que seria capaz de rodar até 1.000 km com apenas uma carga de bateria, algo revolucionário no atual patamar da tecnologia dos carros 100% elétricos. "O objetivo disso é dar um golpe final nos carros a gasolina. Dirigir um esportivo a gasolina vai parecer um motor a vapor", afirmou Musk durante a coletiva de apresentação do novo modelo.

 

O Roadster de dois lugares chama atenção pelo belo design absurdamente aerodinâmico e o teto escamoteável e todo feito de vidro. Por dentro, o carro traz o típico acabamento futurista e minimalista dos modelos da Tesla, inclusive no desenho do volante.

 

De acordo com o dono da Tesla, as encomendas do modelo já podem ser feitas pelo site da marca. Os primeiros 1.000 compradores do esportivo terão que pagar mais caro pelo Roadster (US$ 250 mil) e terão que comprar o carro à vista. O Tesla Roadster custará nos Estados Unidos US$ 200 mil (cerca de R$ 650 mil). As reservas serão feitas mediante pagamento de US$ 50 mil (R$ 164 mil).

 

Caminhão elétrico

 

Além do Roadster, a Tesla finalmente revelou na noite de quinta-feira (16), o Semi, o primeiro caminhão da fabricante que entrará em produção a partir de 2019, segundo informou Musk. O pesado elétrico tem autonomia de até 800 km com uma carga de bateria. Não foram divulgados mais detalhes técnicos e o preço do caminhão carregada também com o típico design futurista dos modelos da Tesla.

 

O Semi se destaca por ter uma aerodinâmica impecável. Para se ter uma ideia, segundo a Tesla, o coeficiente de arrasto do caminhão, que é a resistência que o ar exerce contra a carroceria do veículo, é menor que a do superesportivo Bugatti Chiron, por exemplo.

 

 

Fonte     http://www.otempo.com.br/interessa/super-motor/tesla-anuncia-esportivo-que-promete-ir-de-0-a-96-km-h-em-menos-de-2-s-1.1543611

19
Nov17

Tesla apresenta caminhão totalmente elétrico

adm

Após revolucionar o mundo dos carros elétricos, a Tesla deu mais um passo no transporte "verde" e apresentou um futurístico caminhão totalmente elétrico. 

"Desenhamos o caminhão Tesla para ser como uma bala", disse o cofundador e diretor executivo da Tesla, Elon Musk. 

O inventor bilionário apresentou, na quinta-feira, o novo veículo - batizado de Tesla Semi - em um evento em Hawthorne, Califórnia. 

O perfil elegante e aerodinâmico do novo veículo, em cores foscas ou metálicas, foi desenhado para sobressair nas estradas, e a companhia assegura que será mais rápido e econômico que os caminhões a diesel atuais. 

Tem quatro motores elétricos independentes, um para cada uma das suas rodas, uma transmissão que não requer mudança de marchas e um sistema de freios regenerativo, disse Musk. 

A autonomia do veículo é de 800 km, o suficiente para a maioria das rotas de caminhões, 80% delas de 400 km ou menos, segundo Musk. 

"O que significa que você pode ir e voltar sem ter que recarregá-lo", disse. 

Outra inovação é o desenho da cabine: o assento do motorista fica no centro, em vez de em um dos lados, mais perto do para-brisa panorâmico, onde ele pode ter uma visão melhor do caminho. 

Além disso, o interior tem espaço suficiente para ficar em pé e caminhar. 

De acordo com Musk, operar um caminhão tradicional custará 20% a mais que um Tesla, e a experiência para o motorista "será muito melhor" com este último. 

fonte:http://www.jornalfloripa.com.br

14
Nov17

Primeiro supercarregador da Tesla em Portugal já está a ser instalado na zona de Fátima

adm

O primeiro parque de supercarregadores Tesla, que permitem carregar as baterias dos Model S e X a uma potência máxima de 120 kW, está a ser instalado em Fátima, numa zona próxima da A1. É constituído por oito carregadores.

Tudo indica que desta vez a Tesla vai cumprir a promessa de ter supercarregadores em Portugal até ao final do ano. De acordo com a informação divulgada pela UVE, o primeiro parque de oito supercarregadores Tesla está em fase adiantada de construção na zona de Fátima, a cerca de 2,5 km da saída 8 da A1, a autoestrada que liga Lisboa ao Porto.

Os supercarregadores estão instalados num estacionamento privado (Residencial Floresta Fátima) e, de acordo com as imagens divulgadas, este parque é constituído por oito postos de carregamento rápido. Recorde-se que a rede Superchargers da Tesla é exclusiva desta marca, não podendo ser utilizada por outros veículos elétricos.

Estes postos de carregamento rápido permitem “atestar” as baterias dos Tesla em pouco tempo – 30 minutos de carga podem ser suficientes para aumentar a autonomia em quase 300 km. Os Tesla adquiridos antes do início deste ano têm acesso gratuito ilimitado a estes carregadores. Os carros vendidos desde janeiro de 2017 podem continuar a usar a rede da Tesla, mas os carregamentos grátis foram limitados a um total de 400 kWh por ano. Uma capacidade que, segundo a Tesla, dá para “cerca de 1600 km”. Depois de ultrapassado este máximo, a Tesla passa a cobrar «um valor simbólico». No site da Tesla ainda não é indicado qual será o valor cobrado em Portugal, mas em Espanha a Tesla cobra 24 cêntimos de Euro por cada kWh, um valor que coloca este tipo de carregamento muito abaixo do equivalente a gasolina ou gasóleo.

De acordo com as informações disponíveis no mapa de carregadores da Tesla, estão previstas sete estações de supercarregadores em Portugal: três até ao final deste ano (Fátima, Estremoz e Castro Verde) e as restantes quatro até ao final de 2018 (Braga, Vila Real, Guarda e Faro).

 

fonte:http://exameinformatica.sapo.pt/l

14
Nov17

Por que os carros da Tesla rodam mais do que os outros elétricos?

adm

Baterias de veículos da marca são mais eficientes do que as de outros modelos elétricos

Por que os carros da Tesla têm uma autonomia maior quando comparados a outros veículos elétricos? – Rômulo Serafim, Belo Horizonte (MG)

A resposta é simples: deve-se basicamente ao conjunto de baterias dos Tesla, que é maior e superior ao dos rivais. Enquanto o BMW i3 tem uma bateria com capacidade de 19 kWh e o Nissan Leaf usa uma de 24 kWh (capazes de rodar menos de 137 km), o Tesla Model S atualmente utiliza conjuntos de 75 kWh (442 km) ou 100 kWh (542 km), disponibilizados nas versões 75D e P100D, respectivamente.

Outra vantagem é que os Tesla são projetados do zero para serem elétricos: assim, a bateria ocupa o maior espaço possível no veículo, que não precisa compartilhar plataforma ou peças com carros convencionais, como ocorre nas montadoras tradicionais.

Ricardo Takahira, diretor da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), diz que, como ela é uma empresa 100% centrada no armazenamento de energia, está focada não só na fabricação de seus automóveis elétricos, mas também em peças para motores e transmissões para modelos elétricos de outras marcas, como Mercedes e Toyota, além de outros produtos que são base para as baterias.

Portas dianteiras são comuns e as traseiras só abrem se a lateral estiver livre

O nada discreto Model X também tem autonomia superiores aos outros elétricos (Divulgação/Tesla)

Assim, a companhia consegue reduzir custos e incorporar tecnologias de ponta com mais rapidez. Além disso, a aerodinâmica dos carros é exemplar: o Cx do Tesla S é de 0,24, contra cerca de 0,29 de Nissan Leaf e BMW i3.

Recentemente, a Tesla lançou a versão 100D, ampliando a autonomia do Model S dos 542 km da P100D para 564 km.

Foi com um deles que um grupo de proprietários italianos rodou mais de 1.000 km (1.078 km, para ser mais exato) sem recarregar as baterias.

Italianos rodaram 1.078 km com uma única carga no Model S (reprodução/Internet)

A façanha foi conquistada seguindo algumas técnicas para poupar autonomia, como trafegar a uma velocidade constante de 40 km/h e frear apenas em situações extremamente necessárias. Outro truque foi utilizar pneus de baixa resistência ao rolamento, dica dada pelo próprio Elon Musk em junho.

O recorde, aliás, já foi reconhecido pelo CEO da Tesla,  que parabenizou os italianos em sua conta no Twitter.

As fabricantes já investem pesado para ampliar a autonomia dos próximos carros elétricos – um dos fatores que afastam muita gente deste tipo de veículo.

Autonomia do novo Leaf passa dos 370 km (Divulgação/Nissan)

segunda geração do Nissan Leaf (cuja venda no Brasil foi confirmada durante o Salão de Tóquio) tem autonomia estimada em até 378 km sem recarregar.

Já o Chevrolet Bolt pode rodar até 383 km, mesmo utilizando uma bateria de apenas 60 kWh. Juntamente com o carro, o cliente leva um kit de recarga rápida que proporciona 145 km de autonomia em apenas 30 minutos plugado na tomada.

fonte:https://quatrorodas.abril.com.br/

01
Nov17

Panasonic diz que aumentará produção de fábrica de baterias para atender demandas da Tesla

adm

A Panasonic disse nesta terça-feira que a produção da fábrica de baterias de 5 bilhões de dólares, que opera em parceria com a montadora de veículos elétricos Tesla, pode aumentar em breve, uma vez que as causas que limitaram a produção foram compreendidas.

A Panasonic, maior fabricante de baterias de íons de lítio do mundo, produz as células de bateria que a Tesla utiliza para montar as baterias de seus carros.

 

A Tesla, no início deste mês, culpou os gargalos industriais por limitarem a produção trimestral de seu sedã popular Model 3 a 260 veículos, em vez de atingir sua meta de 1.500 unidades.

O presidente-executivo da Panasonic, Kazuhiro Tsuga, disse em um relatório de resultados que os atrasos na automação da linha de produção da bateria fizeram com que alguns estágios tivessem que ser concluídos manualmente.

"Este processo (para baterias) será em breve automatizado, e então o número de veículos a serem produzidos aumentará bruscamente", disse Tsuga. Ele não quis

Os comentários foram feitos quando a Panasonic afirmou nesta terça-feira que a demanda automotiva ajudou o lucro operacional de julho a setembro a subir 6 por cento, superando as estimativas dos analistas. A empresa manteve sua previsão de lucro de 335 bilhões de ienes (2,96 bilhões de dólares) para o ano fiscal que termina em março.

fonte:https://www.terra.com.br/

24
Out17

Tesla fecha negócio para construir fábrica na China

adm

Não há dúvida que os carros elétricos são o futuro e o Elon Musk, com a Tesla, pretende dar mais um passo para cumprir o seu plano que tem como objetivo último fazer do planeta Terra um lugar melhor.

A procura por carros elétricos tem crescido e para conseguir responder às encomendas a Tesla fechou negócio esta semana com o governo local de Shangai, para construir uma fábrica para produzir os veículos da marca.

Os detalhes do negócio

Normalmente, as empresas que desenvolvem os veículos formam parcerias com fabricantes locais. No entanto, este não é o caso da Tesla, a marca irá ter a sua própria fábrica. Isto significa que a marca de carros de Elon Musk será capaz de baixar os custos de produção e, em última instância, vender os carros mais baratos na China.

Os rumores acerca deste negócio entre a Tesla e Shangai já andavam a circular desde junho mas só mais tarde é que a Tesla confirmou que estava em conversações para construir uma fábrica em Shanghai.

Tesla CEO Elon Musk

Produzir os carros na China é importante para a Tesla

Quando a Tesla lançou o Model 3 este ano, a empresa tinha grandes planos para melhorar a velocidade de produção dos seus veículos para ser capaz de aumentar o número de entregas. No entanto, não foi bem isso que aconteceu e a marca tem tido grandes dificuldades para cumprir os prazos de entrega.

Possuir uma fábrica na China é um passo importante para a empresa de Elon Musk. Não é surpresa para ninguém que, em termos de produção tecnológica, a China é o país que mais se destaca a nível mundial. Para além disso, o país asiático possui o maior mercado de automóveis do mundo e tem mostrado uma estratégia bastante agressiva no que toca ao domínio do mercado dos carros elétricos.

Resolver o problema da velocidade de produção dos carros da Tesla tornou-se uma prioridade para Elon Musk. Tem planos ambiciosos para a sua empresa e espera, em breve, ser capaz de produzir e entregar 500 mil carros por ano. Sem dúvida que a China irá desempenhar um papel bastante importante para que Elon Musk seja capaz de cumprir o seu objetivo.

fonte:https://pplware.sapo.pt/

10
Out17

Tesla mostra produção do Model 3 em meio a descrença de que mantenha ritmo prometido

adm

O "chefão" da Tesla, Elon Musk, divulgou no último sábado (7) um vídeo em que mostra a produção do Model 3, o mais recente modelo da marca. As imagens aparecem em meio a rumores de que a montadora especialista em carros elétricos não dará conta de entregar as unidades dentro do prazo previsto.

No post feito no Instagram, Musk afirma que, naquele momento, a linha operava com um décimo da velocidade de que é capaz, para que, caso perceba algo errado, seja possível que um técnico interrompa o processo rapidamente.

 

Todos os olhos no Model 3

 

Bastante esperado por investidores, o lançamento do Model 3 é considerado o passo mais importante na história da Tesla. O primeiro modelo de produção em massa da marca deverá concorrer com o Chevrolet Bolt e o Nissan Leaf, compactos à venda nos Estados Unidos. Todos estão na faixa dos US$ 30 mil.

 

A promessa da Tesla era produzir 130 unidades do Model 3 em agosto, quando ele foi lançado, e outras 1.500 em setembro. O objetivo é chegar a 5 mil unidades semanais neste ano e 10 mil em 2018.

 

Mas, na última sexta, o "Wall Street Journal" reportou que grandes partes do Model 3 ainda estavam sendo feitas artesanalmente, fora da linha automatizada. A Tesla comentou que algumas partes de todos os modelos da marca são montadas manualmente. Mas descreveu a reportagem como "completamente equivocada".

As ações da Tesla caíram 3,9% nesta segunda (9).

fonte:https://g1.globo.com/c

09
Out17

Tesla com 10 milhões de carros em 2027

adm

A Morgan Stanley fez uma cuidada análise à empresa fundada por Elon Musk e prevê que a marca vai chegar a todo o mundo em 10 anos.

 

 

A revolução no mercado automóvel está em marcha com os principais produtores mundiais a apostarem forte nos carros elétricos. Mas neste mercado cada vez mais competitivo surgem também novos players que podem ter fortes cartas na manga a curto e médio prazo.

É o caso da Tesla. A Morgan Stanley, por exemplo, depois de uma análise à empresa fundada por Elon Musk, estima que em 2040 poderão ser cerca de 32 milhões o número de viaturas Tesla a circular nas estradas de todo o mundo. O estudo divulgado pela agência Bloomberg e assinado pelo responsável máximo pela área automóvel na Morgan Stanley, Adam Jonas, assume-se como uma previsão a longo prazo.

Surgindo numa altura em que, excetuando mercados como a Califórnia, nos EUA, ou outros igualmente focados na componente ecológica, como a Noruega, continua a ser raro, para a maioria dos transeuntes, ver um Tesla a passar na rua. Ainda assim, a financeira acredita que, apesar das dificuldades de produção com que a marca atualmente se debate, bastarão apenas 10 anos, ou seja, até 2027, para que existam 10 milhões de Tesla nas estradas.

fonte:https://sol.sapo.pt/a

08
Nov13

Tesla planeia “mega fábrica” de baterias

adm

A marca norte-americana de modelos elétricos quer assim garantir um volume de baterias suficiente para equipar um novo modelo, do qual pretende vender 500 mil unidades/ano.

A Tesla Motors prepara-se para construir uma “mega fábrica” de baterias de iões de lítio. O anúncio foi feito pelo CEO da marca, Elon Musk, que justificou ao Wall Street Journal que este investimento no facto de não existirem, atualmente, fábricas suficientes à escala mundial que garantam o fornecimento de baterias do Tesla Generation III, previsto para 2016 ou 2017. Musk estima vendas anuais de 500 mil unidades deste modelo, ou seja, vendas 25 vezes superiores às atuais (na imagem o Tesla Model S).

Esta possível fábrica, que fabricará baterias com base em matérias-primas – como o níquel, cobalto e lítio -, poderá ser construída em conjunto com outros parceiros e deverá localizar-se nos EUA. Musk ainda não confirmou quando poderão arrancar os trabalhos desta fábrica, mas, dado que o Tesla Generation III está previsto para o início de 2016, a confirmação deverá estar para muito breve. 

fonte:http://www.autohoje.com/i

16
Set12

Elétricos da Tesla já estão disponíveis em Portugal

adm

A Zeev (Zero Emission Electric Vehicles), empresa que se dedica ao comércio de veículos elétricos, passou a ser o importador e vendedor para Portugal da marca norte-americana de automóveis elétricos Tesla.

Nesta fase, a Zeev está a aceitar encomendas para os modelos Roadster 2.5 e Model S, que foi recentemente lançado na Europa e que registou 16 mil encomendas em cerca de mês e meio. O lançamento em Portugal irá acontecer dentro de um mês e em três locais distintos: Porto, Lisboa e Algarve.

O Model S é um desportivo de quatro portas equipado com um motor elétrico com 410cv, alimentado por uma bateria de iões de lítio, que promete uma autonomia de 480 quilómetros. O conjunto garante uma aceleração dos 0 aos 100km/h em 4,3 segundos. 

Já o Roadster é um desportivo elétrico de dois lugares, derivado do Lotus Elise, que, na versão «2.5», é capaz de performances como os 0 aos 100 km/h em menos de 4 segundos e uma velocidade máxima superior a 200 km/h.

No mercado português, o Model S será comercializado a partir de 80 mil euros, ao passo que o Roadster estará disponível a partir de 123 mil euros.

fonte:http://www.autoportal.iol.pt/

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-nos no Facebook

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D